domingo, 8 de agosto de 2010

Varinha Mágica

Quando era criança fui passar as férias em Portugal e ao chegar lá fiquei sabendo que existia uma bruxa morando na vila, bem perto da casa da minha avó paterna. Brincando no jardim avistei a velha senhora e fui instintivamente conversar com ela, que virou-se para mim e deu um sorriso caloroso - mesmo com a falta de alguns dentes em sua boca. Pude perceber o quanto era simples seu jeito e também o quanto sua vida foi sofrida pela sua forma de se expressar. Não senti receio, nem aversão, mas uma admiração muito natural por aquela senhora, que se mostrava para mim sem medo e de uma maneira tão simpática. Começou a conversar comigo e a me dizer que sou uma pessoa muito abençoada, uma bruxinha também e que certamente minha magia iria se manifestar quando enxergasse meus dons, que a união de talento e amor viriam em forma de passagem do lado interno para o externo. Aquelas palavras eu nunca esqueci, apesar de não encontrar durante muito tempo a razão delas. Com o tempo, visitei Portugal e soube que aquela senhora - tão temida pela ignorância de muitos na região - havia falecido e comecei a refletir sobre o que ela me contou naquele encontro. De súbito percebi que o momento onde coloco a minha essência para fora, espalhando-a para o mundo é quando cozinho. Me dei conta que o meu lado mágico é demonstrado quando encontro a minha varinha - também chamada de colher de pau (madeira, material muito nobre, que já foi entalhado para enfrentar rios, mares e oceanos!). Meus encantos crescem e conquistam com aromas, especiarias e essências, numa mistura de sabores e sons que tornam o meu ambiente uma profusão de beleza e cor. Ano passado fiz um curso no restaurante da Roberta Sudbrack chamado "teach and dinner" e ao final, todos os participantes recebiam uma colherzinha de pau com a assinatura da querida chef. Depois de um tempo, conheci uma pessoa muito especial no meio da gastronomia, a chef de cozinha Cris Leite, que me disse: "Rachel, você tem mãos de cozinheira". Nesse momento, eu percebi como a vida se comunica conosco por sinais. Era um presente realmente abençoado e que significava muito mais do que uma simples lembrança. Era um despertar de algo muito maior, que havia nascido comigo e precisava vir à tona. Comecei então a criar inúmeras artes na cozinha e buscar ingredientes e preparo para aprimorar cada vez mais o meu conhecimento culinário. Minha vontade de fazer cursos cresceu, me senti realmente tocada por algo maior. Como se tivesse descoberto a razão de tudo aquilo. Hoje eu agradeço àquela senhora, aos contornos que a vida dá, aos segredos desvendados e a todos que foram instrumentos do destino durante a caminhada. Blessed be.


15 comentários:

Cris Leite disse...

Kel vc me emociona, sabia? Tem uma leveza, uma pureza no seu modo de ser que está em extinção nesse mundo! Qd nos conhecemos logo percebi que estava diante de uma doceira! Acho que acertei, né? Te adoro!!! Bjs temperados no coração

Sales disse...

Preciso te dizer que vejo a Cora Coralina nas suas palavras??? Ainda mais ela, que também era uma cozinheira de mão cheia. Amiga, que orgulho sinto de tê-la no meu convívio! Essa pessoa pura, humana, transparente e singela como você se faz enxergar por este lindo e precioso texto. Quem te conhece saberá do que estou falando... Beijos de carinho e continue sempre produzindo assim: na cozinha (e aproveito pra dizer que não esqueci dos meus cupcakes que você ainda não deu) e nas palavras...

Dani disse...

Que lindo texto! Eu também me emocionei. rs
Sábias palaras da senhorinha. Seu talento é inegável, querida. Quando percebemos a nossa luz interior, tudo fica mais simples e bonito. :o)
Muito sucesso, amiga. Você merece!

Quitutes.com - Versão Blog disse...

Cris, você é uma profeta,rsrs! Adorei ter te conhecido, como você diz... "amizade é coisa pra gente do bem"!! :)
Alexandre, seus cupcakes...seus cupcakes! rss!!! Você precisa experimentar o whoopie pie! Quando a gente for sair eu vou levar pra vc!
Dani, querida, obrigada! Bjs!

Bruna disse...

Lindo Texto Kel, fiquei mto arrepiada com as suas palavras, essa senhora era uma sábia que conhecia o interior das pessoas e o seu amiga é mto especial!!!

Dôla de Gaia disse...

......Muito lindo o seu texto minha mana na Arte, vc. me emocionou e me fez lembrar da Marcia Frazão, abençoada seja vc., bjs com aroma de mangericão......

Dôla de Gaia disse...

......Li e estou encantada, vc. me emocionou e me fez lebrar da Marcia Frazão, uma mana que muito amo, quando estou com minha colher de pau na mão, mexendo minhas panelas estou conectada com minhas antepassadas, é a hora que estou mais conectada com elas, eu viajo no tempo, a emoção é muito forte, consigo respostas para perguntas anigas, isto é pura magia, abençoada seja vc., bjs com aroma de alecrim......

Quitutes.com - Versão Blog disse...

Bruna e Dôla, obrigada pelas palavras... Essa senhora certamente era muito conectada com a natureza (tanto interna como externa). Eu adoro a Marcia Frazão, tenho o livro "a cozinha mágica de Márcia Frazão"! Ao cozinhar a gente se conecta não somente com as nossas antepassadas como com nós mesmas, é um encontro muito grande, a essência é colocada em evidência. Muitos beijos...

Carolina Arêas disse...

Que lindo, Kel! É um momento mágico quando a gente descobre nossos talentos mais inatos e fico mais do que feliz em saber que você chegou lá!

Beijos e desejos de que você use seus temperinhos mágicos e faça muita coisa gostosa para os outros, bruxinha linda!

Quitutes.com - Versão Blog disse...

Querida Carol, que lindo ler seu comentário... Você é uma pessoa muito, muito especial, que esteve presente em minha vida nos mais diversos momentos - tanto os maus como os bons. Realmente, o autoconhecimento é fundamental. Obrigada pelo carinho de sempre...

Chris disse...

Lindo o post. Amei, minha bruxinha habilidosa!!! Que você seja sempre bem sucedida em tudo que almejar! Você terá sempre meu respeito e o meu apoio! beijos, Chris.

Reginha disse...

Lindo, lindo, lindo!!!
A sua gastronomia acaricia o paladar das pessoas! É a sua arte!!!

Quitutes.com - Versão Blog disse...

Chris, obrigada pela força e carinho! Você me dá incentivo para querer ir sempre adiante... :) Reginha, quando vou acariciar seu paladar?

Izabelle Nossa disse...

Lindo post, lindo texto, Kel. Me emocionei! Eu, mesmo de longe, e mesmo sem degustar do seu tempero, já sou fã. Porquê delicadeza e perseverança em tudo o que fazemos contam muito, né? Beijocas, sempre na sua torcida, Belle.

Quitutes.com - Versão Blog disse...

Belle, que bom ler isso. Me identifico muito com você - tanto que amo tudo da sua loja (tenho até medo de ir na Bahia te visitar e surtar ali dentro!)... :) Adorei saber que você está na minha torcida pq a torcida é que ajuda o time a ir sempre pra frente! Beijocas!